topo

Postado em 29 de Abril às 06h45

85% das marcas aumentarão os investimentos em NFC e em embalagens conectadas

ABIGRAF/SC - Associação Brasileira da Indústria Gráfica Regional Santa Catarina A pesquisa realizada pela SharpEnd, pela Fedrigoni e pela Censuswide oferece pela primeira vez informações sobre as tendências do mercado...

A pesquisa realizada pela SharpEnd, pela Fedrigoni e pela Censuswide oferece pela primeira vez informações sobre as tendências do mercado relativas às soluções conectadas no Reino Unido e nos EUA. Entre os focos, está atingir metas de sustentabilidade

A SharpEnd, em colaboração com a Fedrigoni, apresenta o seu novo Relatório sobre Experiências Conectadas, uma pesquisa realizada entre os principais executivos de mais de 1000 marcas globais dos setores das bebidas, da saúde e bem-estar, e dos bens de consumo embalados (CPG), nos EUA e no Reino Unido, para analisar porquê e como é que as marcas se estão a relacionar com os seus consumidores mediante experiências conectadas.

  •  96% das marcas analisadas consideram que a embalagem conectada é um componente importante na sua estratégia de marketing, e 92% afirmam que os dados de primeira parte, ou seja, os dados recolhidos diretamente pela marca mediante essas tecnologias, são um fator estratégico fundamental.
  • 85% estão dispostas a pagar mais para integrar a comunicação por campo de proximidade (NFC) nos seus produtos, e outros 85% aumentarão os investimentos em produtos conectados nos próximos 12 meses.
  • 93% utilizarão soluções de embalagens conectadas para apoiar os seus programas de sustentabilidade nos próximos dois anos, dado haver uma forte convicção (85%) de que a embalagem conectada pode ajudar a atingir os objetivos ESG.
  • As bebidas alcoólicas (84%), os bens de consumo embalados (67%) e a saúde (58%) são os setores com maior propensão a experimentar novas embalagens conectadas, principalmente no Reino Unido. Na média, 70% das marcas analisadas declararam usar tecnologia NFC para os seus produtos ou estratégias de marketing.
  •  O setor com mais investimentos planeados no prazo de um ano (88%) e mais disposto a pagar por soluções NFC (90%) é o das bebidas alcoólicas, enquanto a indústria da saúde e bem-estar lidera a utilização de códigos QR e da tecnologia NFC para proporcionar informações sobre o produto ao consumidor (60%). Quanto à sustentabilidade, os bens de consumo embalados têm os indicadores mais fortes: 89% das marcas analisadas acreditam que a embalagem conectada ajudaria a atingir as metas ESG e 94% acreditam que as experiências conectadas seriam um excelente meio para proporcionar informações mais completas sobre as suas iniciativas sustentáveis.

A SharpEnd é uma empresa de soluções globais que apoia as marcas e os seus fornecedores na conexão de cada fase da experiência do cliente. Em janeiro de 2024, a SharpEnd celebrou uma importante parceria com a Fedrigoni, um dos principais fabricantes a nível global de papéis especiais de alto valor acrescentado para embalagens de luxo e outras aplicações criativas, materiais autocolantes de primeira qualidade e soluções RFID, que lhe permitirá desenvolver novos produtos e soluções integradas de alto desempenho usando tecnologias NFC e RFID.

"Os dados provenientes desta pesquisa apresentam um cenário verdadeiramente encorajador", comenta Antonio Linardi, Diretor de Negócios RFID da Fedrigoni. "A crescente procura de serviços conectados, tanto pelas empresas como pelos consumidores finais, posiciona-nos como um parceiro cada vez mais estratégico para todas as marcas interessadas em integrar tecnologias NFC e RFID em embalagens e rótulos inteligentes. Um interesse que está a fomentar uma enorme vaga de inovação em toda a indústria".


Cameron Worth, CEO da SharpEnd, declara: "Trabalhamos arduamente para construir o mercado das soluções conectadas nos últimos dez anos e a pesquisa independente foi fundamental para informar e educar as marcas sobre as oportunidades oferecidas por estas soluções. É com orgulho que apresento agora o segundo volume do nosso Relatório sobre Experiências Conectadas, realizado de forma independente, e felizmente os dados estão do nosso lado, com as marcas claramente prontas para investir mais".

A procura de códigos QR (95%) e NFC (93%) também é muito alta entre os consumidores. Atualmente, os códigos QR são a integração tecnológica para embalagens mais reconhecida, mas a preferência pelo uso das tecnologias NFC está a crescer, podendo ser reforçada por uma melhor educação das empresas sobre as suas utilizações e vantagens: 85% das marcas analisadas acreditam que os seus fornecedores podem incorporar tags NFC em produtos e embalagens, enquanto apenas 51% acreditam que isso está a acontecer, mostrando uma margem de crescimento significativa.

A importância atribuída às "experiências digitais de valor acrescentado" pelos consumidores está, portanto, a atrair as marcas, que, por sua vez, estão interessadas em aumentar as suas capacidades de recolha de dados de primeira parte, com o objetivo de obter uma compreensão direta de como, onde e porque é que os consumidores interagem com os produtos.

No passado, esses dados eram difíceis de obter para as marcas, pois eram detidos pelos retalhistas que atuam como intermediários entre a marca e os consumidores. Contudo, as tecnologias de embalagem conectada agora permitem que as marcas se aproximem dos seus consumidores através de experiências de realidade virtual ou mista, gerando ao mesmo tempo dados de primeira parte que podem ser usados para diversos fins, desde a conceção de novos produtos até um melhor entendimento do seu público-alvo e uma otimização do orçamento de marketing.

Quanto à sustentabilidade, apesar do alto desejo de usar embalagens conectadas para atingir objetivos ESG, 72% das marcas estão preocupadas com ver as suas iniciativas rotuladas como "greenwashing", o que enfatiza a necessidade de adotar tecnologia em que confiem e que lhes permita partilhar o seu produto de maneira credível e fiável. Informações sobre o produto (59%) e eventuais prêmios conquistados (56%) são as formas mais comuns que as empresas utilizam para promover as suas iniciativas ESG através de tecnologias de embalagem conectadas.

O relatório também aborda o futuro das tecnologias aplicadas à embalagem, incluindo mudanças legislativas e políticas que podem produzir impactos nalguns setores: as marcas consultadas acreditam que os triggers digitais nas embalagens podem acabar por ser obrigatórios em algumas áreas, como informações sobre sustentabilidade (50%), autenticação (46%), ingredientes, origem geográfica (44%) e legitimidade das indicações do produto (42%).

Baixe a versão completa do relatório neste link: https://www.sharpend.com/work/connected-experience-report-2

Veja também

Livro resgata 50 anos de história da ABIGRAF/SC30/06/21 Intitulado "ABIGRAF/SC: 50 Anos de Associativismo e Evolução", foi lançado nesta terça-feira, 29 de junho, o livro que conta a trajetória da Regional Catarinense da Associação Brasileira da Indústria Gráfica (ABIGRAF/SC). O evento, realizado de forma online pela plataforma Zoom, contou com a presença de empresários......
Adeus inesperado 07/12/20 Na manhã desta segunda-feira, 7 de dezembro, a indústria gráfica catarinense foi tristemente surpreendida com a notícia do falecimento do executivo João Cláudio Bruza Sá, 65 anos, ex-diretor industrial do......
ABIGRAF contra a tributação e em defesa do livro09/04/21 "Livros não são produtos de elite e o papel do governo deveria ser o de torná-los cada vez mais populares e acessíveis" A notícia de que nesta semana a Receita Federal publicou documento com perguntas e......

Voltar para Notícias